Em um país tropical como o Brasil, ter uma piscina em casa é o sonho de muitos. Mas, ela não serve somente para se refrescar nos dias mais quentes: trata-se de um investimento que torna o imóvel mais moderno e bonito, além de valorizá-lo.

Isso significa que o preço de mercado do imóvel cresce bastante com a instalação da piscina. No caso de venda, o lucro pode ser maior do que o total gasto quando a casa foi comprada.

Quer investir na piscina e transformar seu imóvel, mas não sabe por onde começar? Para facilitar esse processo, preparamos um guia completo sobre como montar piscinas, com tudo o que você precisa saber. Confira!

piscina

Modelos de piscina

O primeiro passo é estabelecer um modelo de piscina para instalar na sua casa. São diversos, oferecendo desde opções simples até outras um pouco mais requintadas. Confira, a seguir, os principais modelos:

  • Tradicional: é a piscina clássica de recreação;
  • Com raia: ideal para quem gosta de praticar natação;
  • Com spa ou bar acoplado: perfeita para momentos de relaxamento e descontração;
  • Com piscina infantil acoplada: opção para famílias e casas com crianças;
  • Com cascata: recomendada para quem busca algo sofisticado e moderno;
  • Com borda molhada: versão com borda sutilmente inclinada e coberta por água.

Métodos construtivos

Casa com Piscina

Já escolheu seu modelo de piscina favorito? Então, é preciso estabelecer qual o método construtivo a ser utilizado. No Brasil, há quatro métodos que são mais usados:

Um detalhe importante que você precisa saber: o único método construtivo mais limitado é o de fibra de vidro. Portanto, caso queira desenvolver um projeto diferenciado e personalizado, existe a possibilidade de a fibra não ser viável. Para garantir a qualidade do projeto, opte por outros métodos construtivos.

A fibra de vidro, assim como o vinil, é uma excelente pedida para projetos menos complexos, além de ter preço mais acessível, o que torna a construção da piscina mais econômica.

Os métodos construtivos de concreto armado e alvenaria estrutural, por sua vez, possuem preço um pouco mais elevado, porém apresentam alta durabilidade e resistência mecânica.

Passo a passo da montagem

Depois de escolher o modelo da piscina, assim como o método construtivo a ser utilizado, o recomendado é definir outros pontos importantes, tais como:

Local, tamanho e profundidade

O recomendado é que o local tenha boa incidência de sol, o tamanho seja suficiente para deixar bordas nas laterais, para que as pessoas consigam caminhar com segurança, e que a profundidade seja adequada a quem usará piscina. Para crianças, indica-se uma profundidade rasa.

Desenvolvimento da planta do projeto

Por ser algo que mexe com a estrutura do terreno, é essencial ter um projeto construtivo, que definirá etapas e processos a serem executados para garantir uma piscina segura e bonita.

Análise do solo

É fundamental analisar e preparar corretamente o solo, para eliminar o risco de desabamento. Além disso, é preciso averiguar se a área tem capacidade de receber a estrutura da piscina, instalações hidráulicas, pontos de drenagem e motor.

Preparação do solo

O terreno está apto a receber a piscina? Então, é iniciada a etapa de preparação do solo, que tem como uma de suas principais fases a fundação, que deve ser executada corretamente para evitar trincas, fissuras e pontos de infiltração e instabilidade.

Outra fase importante de preparação é a impermeabilização, que protege toda a estrutura da piscina, assegurando sua estabilidade e minimizando o risco de infiltração.

Revestimentos

Os revestimentos são divididos em dois blocos. Um deles é o interno, sendo recomendado instalar versões de cerâmica, pedras naturais ou pastilhas de vidro, criando estampas, se quiser.

Já no outro bloco está o revestimento externo, que é aplicado na borda da piscina. Eles devem ser porosos ou antiderrapantes, o que evita quedas. Além disso, o indicado é que sejam atérmicos, isto é, que não fiquem quentes em contato com o sol, para não queimar os pés dos usuários da piscina.

Segurança na piscina

Além de cuidar de todos os detalhes construtivos da piscina, também é importante atentar a questões envolvendo a segurança, tais como:

  • Instalação de escadas de acesso e alarmes de imersão são diferenciais;
  • Ralos de fundo são pontos importantes da piscina e devem ser dimensionados e instalados por profissionais, apresentando sistema que evite a sucção, para impedir acidentes.